Personagens

  

 

Na obra, os personagens são apresentados por meio da descrição de suas características físicas e psicológicas. Assim, percebemos que o romance de Jorge Amado emprega o uso da metonímia, figura de linguagem que consiste em tomar a parte para representar o todo.

A obra não possui um personagem principal e as ações não giram em torno de um ou de outro personagem, mas ao redor de todos.

O livro começa com uma reportagem, falando de um assalto à casa de um rico negociante e logo após mostra quatro depoimentos de pessoas distintas a respeito dos Capitães da Areia.

Após isto, pode ser dividido em três partes:

A primeira conta as histórias dos principais integrantes do grupo.

O apogeu acontece quando os meninos se envolvem com um carrossel que chegou à cidade e quando a varíola ataca a mesma, matando um deles.

Na segunda parte, Dora se torna a primeira menina do grupo e todos acabam considerando-a como uma mãe e uma irmã. Porém, Pedro Bala e o Professor se apaixonam por ela, e Dora se apaixona por Pedro Bala.

Dora logo começa a roubar como os meninos e mais tarde é presa, assim como Pedro. Ambos são muito castigados no Reformatório e no Orfanato.

Quando escapam se amam pela primeira vez na praia e ela morre, muito enfraquecida.

Isto marca o começo do fim para os principais membros do grupo, que seguem seus diferentes destinos.

  

 

 

 

Abaixo estão os personagens do livro:

 

PEDRO BALA – líder dos Capitães da Areia. Tem o cabelo loiro e uma cicatriz de navalha no rosto que adquiriu quando venceu uma luta com o antigo comandante do grupo. Seu pai, conhecido como Loiro, era estivador e liderara greve no porto, onde foi morto.

SEM-PERNAS – Possui uma perna coxa. Foi preso e humilhado por policiais bêbados que o obrigaram a correr em volta de uma mesa na delegacia até cair de tanto cansaço. Desde então, ele conserva as marcas psicológicas do ocorrido, que provocou um ódio contra tudo e todos.


GATO – é o galã dos Capitães da Areia. Domina a arte dos jogos, trapaceando, com seu baralho marcado, todos os que se atrevem a uma partida contra ele. Além dos roubos e do jogo, Gato consegue dinheiro como cafetão de uma prostituta chamada Dalva. 

PROFESSOR – intelectual do grupo, deu início às leituras depois de que roubou alguns livros. Além de entreter os garotos, narrando as aventuras que lê, o Professor ajuda Pedro Bala no planejamento dos assaltos. 

PIRULITO – Tocado pelos ensinamentos do padre José Pedro, converte-se à religião. Executa, com os demais, os roubos necessários à sobrevivência, sem jamais deixar de praticar a oração e sua fé em Deus. 

BOA-VIDA – o apelido traduz seu caráter sossegado. Contenta-se com pequenos furtos, o suficiente para contribuir para o bem-estar do grupo, e com algumas mulheres que não interessam mais ao Gato. 

JOÃO GRANDE – todos do grupo o respeitam por causa de sua coragem e da grande estatura. Ajuda e protege os novatos do bando contra atos injustos praticados pelos mais velhos. 

VOLTA SECA – admirador do cangaceiro Lampião, a quem chama de padrinho, sonha um dia participar de seu bando. 

DORA – seus pais morreram vítimas da varíola quando tinha apenas 13 anos. É encontrada com seu irmão mais novo, Zé Fuinha, pelo Professor e por João Grande. Ao chegar ao trapiche abandonado Dora quase é violentada, mas por ter sido protegida por João Grande, o grupo a aceita primeiro como a mãe de que todos careciam depois como a valente mulher de Pedro Bala. 

PADRE JOSÉ PEDRO – padre de origem humilde, só conseguiu entrar para o seminário por ter sido apadrinhado pelo dono do estabelecimento onde era operário. É discriminado por não possuir vastos conhecimentos e demonstra uma crença religiosa sincera. Por isso, assume a missão de levar conforto espiritual às crianças abandonadas da cidade, das quais os Capitães da Areia são o grande objetivo. 

QUERIDO-DE-DEUS – grande capoeirista da Bahia. Respeita o grupo liderado por Pedro Bala e é respeitado por eles. Ensina sua arte para alguns deles e exerce grande influência sobre os garotos.

 

Fonte: http://guiadoestudante.abril.com.br/literatura/materia_418619.shtml